Segunda, 08 Fevereiro 2021 20:02

Família de Gari Morto Procura Sindicato e Consegue Apoio Jurídico

Escrito por

 Nesta segunda, 08/02, a família do gari Marcelo Almeida, morto quando saía de casa para o trabalho, esteve no SIEMACO-RIO numa reunião com o presidente Manoel Meireles. Do sindicalista, a família obteve total apoio jurídico nas questões junto ao INSS e às autoridades para a devida apuração da morte do trabalhador.

A viúva do gari, Maria da Conceição Jesus de Paula, recebeu todas as orientações e vai contar com suporte jurídico do nosso Sindicato. O irmão de Marcelo, Arnaldo Almeida, agradeceu ao presidente Meireles e afirmou que apoio de verdade foi o que ocorreu hoje.

"No velório do meu irmão fizeram manifestação. Mas depois sumiu todo mundo. Inclusive a imprensa. Somente os amigos ainda nos apoiam e, agora, o Sindicato", afirmou Arnaldo.

O gari Marcelo de Almeida da Silva foi atingido por um tiro nas costas. Segundo um parente, Marcelo foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas por policiais que prestaram depoimento dizendo que ele tinha tido uma convulsão. No hospital, no entanto, a família descobriu que ele tinha sido baleado. Marcelo, ainda segundo parentes, foi levado à unidade sem documentos. A Delegacia de Homicídios abriu inquérito para apurar as circunstâncias da morte. O gari tinha 38 anos de idade e dez de Comlurb. Era casado e deixa dois filhos.